Friday, June 20, 2008

tirando o pó ou... do caráter acidental do destino















"(...) caminhava e compreendia algo que antes só havia entendido em suas leituras da tragédia grega clássica: como é fácil a vida virar para um lado em vez de virar para o outro, como é acidental o destino de uma pessoa... em contrapartida, como o destino pode parecer acidental quando as coisas não podem deixar de ser o que são. Ou seja, Coleman caminhava sem compreender nada, sabendo que não conseguiria compreender nada, ainda que imbuído da ilusão de que teria compreendido metafisicamente alguma coisa muitíssimo importante a respeito da sua teimosa decisão de determinar o seu próprio destino se... se fosse possível compreender essas coisas."

do narrador d'a marca humana -- página 164, companhia das letras, 2007, tradução do paulo henriques britto -- sobre coleman silk, personagem do livro fascinante do philip roth. há poucos meses li o animal agonizante, também traduzido pelo paulo henriques britto, e foi aí que comecei a conhecer esse autor que já se tornou o meu mais novo escritor preferido. na listinha das próximas leituras estão: homem comum e fantasma sai de cena.

13 comments:

Halem Souza said...

Ué, mas se o destino é acidental então não é destino (rs). Brincadeirinhas à parte, eu nunca li Philip Roth. Fala mais dele, pra me incentivar a ler(rs). Um abraço.

joice said...

hehehe. aqui é um lugar bem bom para uma implicadinha, Halem! :)

mas eu acho que o que o moço quis dizer aí é que o destino se realiza através de eventos acidentais, ou ao menos aparentemente acidentais...

Halem, eu tô lendo 'homem comum', mas, ao menos por enquanto, não se compara aos dois anteriores - apesar dos personagens fortes e intrigantes. aguardo para esta semana a chegada de 'fantasma sai de cena' e aí te conto mais. um beijo.

zealfredo said...

Meio atrasado venho saudar este reaparecimento no teu blog
[]
:)

joice said...

Oi Zé, bom revê-lo por essas bandas :)
abração!

matt said...

You have not posted in some time. Is everything okay?

joice said...

hi Matt! thank you for your concern. it is all just about a big load of work so I have been struggling to catch up with these crazy deadlines in a time of my life when it seems to be a 'stormy weather' moment. so now it feels a bit like a hurricane -- with me in the middle. apart form that, yes everything is fine :)

thank you again and have a nice week there.

matt said...

Sorry to hear that you have so much work to do. I definitely know the feeling. I hope you can weather the storm!

Renegade Eye said...

I saw the movie "Portnoy's Complaint," years ago. That was based on a book by Roth. It was good.

I blog on light subjects when I don't have time to blog, or emotional energy for a political fight. In addition remember it's only a blog post, not a book.


Regards.

joice said...

yes, I think we are finally weathering that out, Matt. thank you.

hi, Ren. yes, only a blog post, i'll try to remember that. believe me, i need it :)

Emerson said...

pois é Joice, vi tanta coisa bacana nesses últimos tempos na comunicação dos blogs e nos seus conteúdos assim como o Implicante (tenho que crir um link), que acabei me arriscando. Aliás, todos aqui, hehehehee. Pô teu parceiro de fisioterapia tá lá na Dom Joaquim agora... Beijão valeu!!!

joice said...

salve, Emerson! eu também, só que a minha dom joaquim é aqui pelo porto mesmo :)

beijo.

Cristóvão Feil said...

Bom gosto literário, Joice.

Bj.

CF

joice said...

salve, Cristóvão!

pois é, caí de jeito nas garras desse setentão e da fascinante intensidade e crueza dos seus personagens.

um beijo.